Notícias

25/12/2019 18:37

Belo Exemplo: Jovem de 18 anos adota bebê deficiente para impedir que ela fosse maltratada pela mãe biológica

Jovem de 18 anos adota bebê deficiente para impedir que ela fosse maltratada pela mãe biológica

BRUNA E ESTER NÃO PODERIAM ESTAR MAIS FELIZES

Nathalia Lopes 

NATHALIA LOPES ,FILHA DE MÁRCIA E TONINHO

 

Essa é mais nova família de Ester (Foto: reprodução/Razões para Acreditar)

Bruna Felix tem apenas 18 anos e por mais que ela já fosse casada, nunca pensou que fosse se tornar mãe tão cedo. Mas a conexão dela com Ester foi maior do que qualquer outra coisa e quando ela descobriu que a menina estava sendo maltratada pela mãe biológica, ela decidiu que precisava fazer alguma coisa para mudar aquela situação.

A jovem era vizinha de Ester e conseguia ver como a genitora destratava da bebê, que precisa de cuidados 24 horas por dia. A bebê tem paralisia cerebral e epilepsia, por conta disso ela se alimenta sonda na barriga. Mas o descuido com ela era tão grande que ela chegou a ser internada e desacreditada pelos médicos.

 

O portal Razões Para Acreditar conversou com Bruna sobre toda essa histórias. “Passava horas e até dias sem se alimentar, não tomava banho, chegou a ter mau cheiro, tinha uma desnutrição muito grave. Com apenas um ano, ela só pesava 3 quilos e 200 gramas”, começa.

 
 

Bruna criou um instinto de proteção assim que viu o que acontecia com a menina (Foto: reprodução/Razões para Acreditar)

Bruna nem tinha a guarda da bebê ainda, mas mesmo assim já cuidava dela. “Levava Ester para minha casa, cuidava e no final do dia, tinha que devolver para genitora com o coração partido. Ester chegou a ficar internada e a genitora começou maltratá-la dentro do hospital. Foi então que ela perdeu a guarda de Ester e ninguém da família queria ficar. Ela iria para um abrigo”.

 

Como era muito nova na época, Bruna não conseguia brigar pela guarda de Ester e precisou contar com a ajuda da sogra. Quando fez 18 anos, conseguiu levar a bebê para casa. “Hoje, ela vive bem e até sorri, vim morar com minha sogra para ela me ajudar com a Ester junto com meu marido”.

A primeira foto mostra Ester antes de ser adotada e a segunda mostra a menina já com a nova família (Foto: reprodução/Razões para Acreditar)

Os cuidados 

Bruna precisa ficar o tempo todo em casa ao lado da menina e por isso não consegue trabalhar. O marido dela de 20 anos, está trabalhando com mototáxi e a sogra, com limpeza. Mas o tratamento da menina é muito caro e agora eles precisam de ajuda. Aí o Razões criou uma vaquinha para ajudá-los a custear o tratamento.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo