Notícias

17/06/2018 14:01

Triste Notícia: Cuiabá e duas cidades de Mato Grosso estão entre as 123 que concentram metade dos homicídios no país

 MATO GROSSO
Cuiabá e duas cidades de Mato Grosso estão entre as 123 que concentram metade dos homicídios no país
 
 PUBLICADO EM 17/06/2018 ÀS 08:03 | WESLEY SANTIAGO-OD

O ‘Atlas da Violência 2018 – Retrato dos Municípios’, divulgado nesta sexta-feira (15), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), colocou Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis entre as 123 cidades do país que concentram metade dos homicídios cometidos em 2016, ano da pesquisa. Todas elas junto somam 31 mil mortes violentas naquele ano.

Cuiabá aparece no Atlas com uma taxa de 40,8 mortos para cada 100 mil habitantes. Já Várzea Grande tem um número superior, com 52 homicídios para cada 100 mil habitantes. Por fim, segue Rondonópolis, com 50,7 assassinatos para o mesmo montante de pessoas.

Entre as cinco cidades mais violentas do país, quatro são da Bahia. O município com maior taxa de homicídio, porém, é Queimados, no Rio de Janeiro, que registrou taxa de 134,9 homicídios a cada 100 mil habitantes. Para a ONU (Organização das Nações Unidas), taxas acima de 10 por 100 mil são consideradas de violência epidêmica.

“Se, por um lado, as ações devem passar, necessariamente, pelo uso mais inteligente e qualificado do sistema coercitivo para retirar de circulação e levar ao sistema de justiça criminal homicidas contumazes, líderes de facções criminosas e criminosos que representam mais risco para a sociedade, por outro o planejamento deve ser baseado em ações inter-setoriais, ações estas voltadas para a prevenção social e para o desenvolvimento infanto-juvenil em famílias em situação de vulnerabilidade”, afirma a pesquisa.

O estudo aponta que, em 2015, 109 municípios respondiam por metade das mortes violentas no país. O aumento em 2016 teria ocorrido pela disseminação da violência pelas cidades menos populosas, deixando cada vez mais as capitais e grandes centros urbanos: “tem-se observado um espraiamento do crime para cidades menores”.

Recentemente, a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) informou que Mato Grosso é um dos estados brasileiros com menor índice de homicídios. Em março deste ano foram registrados 47 crimes violentos. Na região Centro-Oeste, Goiás contabilizou 193, em Mato Grosso do Sul foram 97 e no Distrito Federal 45, de acordo com o Monitor da Violência.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, ressalta que os investimentos em áreas operacionais e de inteligência têm tornado mais eficiente a Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Gustavo Garcia ainda destaca que Mato Grosso tem investido em unidades policiais, seja, por exemplo, com reforma, construção e locações de imóveis. “O governo prioriza a Segurança Pública e os investimentos também têm fortalecido a regionalização das atividades policiais”.

Leia:  Drones auxiliam em operações no trânsito nas rodovias estaduais

O quadro da Sesp conta com 8.091 praças militares, 825 oficiais militares, 2.133 investigadores de polícia, 709 escrivães de polícia, 694 cargos comissionados (muitos ocupados por servidores de carreira), 395 peritos oficiais, 291 profissionais de desenvolvimento econômico e social, 219 delegados de polícia, 123 profissionais da área meio do Poder Executivo Estadual, 97 papiloscopistas e 62 técnicos de necropsia.

O levantamento divulgado hoje trouxe os indicadores dos 309 municípios que possuíam populações acima de 100 mil habitantes em 2016. Os dados foram produzidos com base no Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde. (Com informações do UOL)

Confira abaixo a lista das 123 cidades e suas taxas de homicídios:

Rio Branco (AC) – 63,4
Maceió (AL) – 55,6
Arapiraca (AL) – 65,8
Manaus (AM) – 48,6
Macapá (AP) 56,7
Salvador (BA) – 61,7
Feira de Santana (BA) – 85,1
Camaçari (BA) – 91,8
Vitória da Conquista (BA) – 68,5
Lauro de Freitas (BA) – 99,2
Itabuna (BA) – 69,9
Porto Seguro (BA) – 101,7
Simões Filho (BA) – 107,7
Eunápolis (BA) – 124,3
Teixeira de Freitas (BA) – 83,8
Alagoinhas (BA) – 81,1
Jequié (BA) – 75,4
Juazeiro (BA) – 48,1
Barreiras (BA) – 64,9
Ilhéus (BA) – 56,1
Fortaleza (CE) – 55,0
Caucaia (CE) – 61,1
Maracanaú (CE) – 95,0
Juazeiro do Norte (CE) – 52,2
Brasília (DF) – 26,5
Serra (ES) – 59,9
Vila Velha (ES) – 38,8
Cariacica (ES) – 48,1
Goiânia (GO) – 43,1
Aparecida de Goiânia (GO) – 61,6
Anápolis (GO) – 59,6
Luziânia (GO) – 84,8
Águas Lindas de Goiás (GO) – 47,0
São Luís (MA) – 59,5
Imperatriz (MA) – 71,7
São José de Ribamar (MA) – 75,6
Belo Horizonte (MG) – 31,9
Contagem (MG) – 51,9
Betim (MG) – 60,8
Juiz de Fora (MG) – 36,3
Ribeirão das Neves (MG) – 53,1
Uberlândia (MG) – 22,2
Governador Valadares (MG) – 48,6
Montes Claros (MG) – 27,1
Sete Lagoas (MG) – 40,1
Campo Grande (MS) – 29,7
Cuiabá (MT) – 40,8
Várzea Grande (MT) – 52,0
Rondonópolis (MT) – 50,7
Belém (PA) – 77,0
Ananindeua (PA) – 84,6
Marabá (PA) – 87,7
Castanhal (PA) – 78,4
Parauapebas (PA) – 65,7
Marituba (PA) – 84,5
Altamira (PA) – 91,9
João Pessoa (PB) – 44,9
Campina Grande (PB) – 36,8
Santa Rita (PB) – 75,0
Recife (PE) – 53,1
Jaboatão dos Guararapes (PE) – 64,7
Caruaru (PE) – 68,2
Olinda (PE) – 60,7
Cabo de Santo Agostinho (PE) – 81,4
Paulista (PE) – 50,4
Petrolina (PE) – 40,9
Camaragibe (PE) – 62,5
Teresina (PI) – 46,8
Curitiba (PR) – 31,7
São José dos Pinhais (PR) – 50,9
Londrina (PR) – 24,6
Colombo (PR) – 54,5
Foz do Iguaçu (PR) – 46,2
Almirante Tamandaré (PR) – 88,5
Cascavel (PR) – 29,1
Rio de Janeiro (RJ) – 34,9
São Gonçalo (RJ) – 43,9
Nova Iguaçu (RJ) – 54,4
Duque de Caxias (RJ) – 47,2
Belford Roxo (RJ) – 58,1
Campos dos Goytacazes (RJ) – 55,8
São João de Meriti (RJ) – 56,0
Queimados (RJ) – 134,9
Niterói (RJ) – 38,0
Magé (RJ) – 57,1
Itaboraí (RJ) – 51,1
Nilópolis (RJ) – 73,3
Macaé (RJ) – 48,0
Cabo Frio (RJ) – 53,7
Japeri (RJ) – 95,5
Angra dos Reis (RJ) – 49,1
Mesquita (RJ) – 54,4
Itaguaí (RJ) – 73,6
Natal (RN) – 70,6
Mossoró (RN) – 74,7
Parnamirim (RN) – 68,0
São Gonçalo do Amarante (RN) – 106,3
Ceará-Mirim (RN) – 129,5
Porto Velho (RO) – 44,6
Boa Vista (RR) – 40,4
Porto Alegre (RS) – 58,1
Viamão (RS) – 77,1
Caxias do Sul (RS) – 35,5
Canoas (RS) – 47,9
Alvorada (RS) – 71,8
Gravataí (RS) – 42,0
Pelotas (RS) – 26,8
Joinville (SC) -24,8
Aracaju (SE) – 76,5
Nossa Senhora do Socorro (SE) – 86,3
Itabaiana (SE) – 118,7
São Cristóvão (SE) – 118,0
São Paulo (SP) – 14,9
Guarulhos (SP) – 20,6
São José dos Campos (SP) – 28,0
Campinas (SP) – 16,1
Santo André (SP) – 24,6
Osasco (SP) – 20,7
São Bernardo do Campo (SP) – 16,7
Sorocaba (SP) – 17,0
Ribeirão Preto (SP) – 15,1
Araguaína (TO) – 70,5
Palmas (TO) – 37,2


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo